En

Contacte-nos

10 formas eficazes de promover um canal de Youtube

Gestão de redes sociais | 23 Junho 2017 | Miguel Menaia

De acordo com o blog Think With Googleseis em cada 10 pessoas preferem ver vídeos online do que fazer zapping na TV. A par do motor de busca mais popular do mundo, o YouTube é a segunda maior plataforma de pesquisa existente. Faz sentido, assim sendo, que as marcas marquem presença no YouTube, e que o utilizem enquanto canal de comunicação dos seus produtos ou serviços. O único problema? Não se afigura fácil montar uma estratégia rápida e eficaz para o YouTube, pelo que muitas empresas desistem dessa abordagem numa fase inicial do processo.

Contudo, escrevemos um pequeno guia prático com 10 formas de promover um canal de Youtube.

1. Optimize o conteúdo publicado no YouTube para que este esteja posicionado no ranking dos motores de pesquisa

O Search Engine Optimization (SEO) é importante para um canal de Youtube, assim como para os vídeos publicados nesse mesmo canal. Através desta optimização, o conteúdo posiciona-se como disponível nos rankings de pesquisa. O algoritmo do YouTube analisa diversos tópicos na hora de colocar o conteúdo na lista de pesquisa, por isso é essencial que um vídeo e um canal tenham tanta informação quanto possível.

Perceba quais as keywords que funcionam na sua área de negócio e inclua-as nos títulos do vídeo, nas tags, nas descrições e noutros espaços que considere relevantes.

2. Crie títulos apelativos

Provavelmente, este ponto é comum a todos os que criam conteúdo para o YouTube, uma vez que se trata de um aspecto elementar para o desenvolvimento de um canal. O título de um vídeo, dizem-nos as boas práticas, deverá chamar a atenção do utilizador. Para isso acontecer, exige-se:

  • Simplicidade. Seguindo o mantra less is more, os produtores de vídeo conseguem ter a atenção dos utilizadores sem recorrer ao tão aclamado clickbait. De pouco vale intitular um vídeo com palavras sensacionalistas, porque isso pode ter o efeito contrário ao desejado. Nesse sentido, cinja-se ao essencial e esqueça o acessório – até porque o Google limita os caracteres de um título (são 66 caracteres por vídeo, para ser mais específico).
  • Palavras-chave. Tal como referimos no primeiro ponto, as keywords assumem um papel preponderante na distribuição de conteúdo. Assim, utilize uma ferramenta como o Google Adwords Keyword Planner para incluir palavras-chave no seu título.
  • Conhecimento sobre o arger. Tal como um post num blog ou uma notícia, o título de um vídeo deve assumir uma promessa ao visualizador. headline on a blog post, your title is a promise to the viewer. You’re telling them how they will benefit by taking the time to view your content.

3. Desenvolva thumbnails personalizados

Os thumbnails são pequenas imagens que funcionam como preview do vídeo. Em certo modo, são um cartão de visita da marca ou do influencer, e por isso mesmo têm que ser personalizados. Certifique-se que o thumbnail tem qualidade de imagem suficiente para ser visível. Para além disso, seja coerente na abordagem – este tipo de preview deverá representar a essência do vídeo.

Embora o YouTube, por defeito, defina um frame do vídeo como thumbnail, os criadores de conteúdo podem personalizar estas imagens com fundos coloridos, sobreposições de texto, planos aproximados de pessoas ou objectos, imagens de marca, etc.

4. Esteja activo na comunidade

Conteúdo regular é importante para a consistência (e posterior sucesso) de um canal, mas isso, por si só, não chega. Para todos os efeitos, o YouTube é uma rede social – e à semelhança do que acontece noutras plataformas, não devemos descurar o público-alvo. Daí que se afigure relevante responder a comentários, fazer perguntas e encontrar um nicho onde seja possível promover o debate de temas importantes.

Engagement, neste ponto, é a palavra-chave.

5. Anuncie no YouTube

Tal como anunciar noutras redes sociais, anunciar no YouTube é importante para atrair novas pessoas para o nosso canal. Eis o que nos dizem as boas práticas:

  • Mantenha os anúncios curtos, já que a maioria dos utilizadores visualiza apenas os primeiros 5 segundos (o número de segundos que permitem desbloquear o botão “Skip Ad”). 30 a 60 segundos chegam para criar boa impressão.
  • Utilize Call To Actions, de forma a que os seus viewers saibam o que fazer a seguir. Seja subscrever um canal ou comprar um produto, o objectivo deve estar explícito no final do anúncio.

6. Crie conteúdos diferenciadores

No YouTube, existe uma cultura muito própria associada aos vídeos, que vai desde os comentários dos utilizadores à forma como os YouTubers comunicam. A comunidade tem uma linguagem distinta, e os próprios influencers do YouTube seguem, por exemplo, com algumas diferenças, o mesmo modelo de produção e distribuição de conteúdo. Ser diferenciador perante os demais é, então, uma mais-valia.

Ainda assim, é necessário equilibrar os factores diferenciadores com os cânones estabelecidos pela comunidade da plataforma.

7. Inicie e termine os vídeos com separadores específicos

Os separadores personalizados, à semelhança dos thumbnails, são preponderantes para a identidade de marca e para o crescimento de um canal. Se consistentemente utilizarmos um separador no início e no fim do vídeo, este torna-se uma parte essencial do conteúdo, algo que o utilizador notará com o passar do tempo. Este ponto oferece credibilidade.

8. Faça playlists

As playlists são simples de desenvolver e oferecem ao utilizador mais conteúdo. Naturalmente, esse conteúdo estará relacionado com o que quer ver, e precisamente por isso que esta funcionalidade é tão importante para as visitas de um canal. Posto isto, considere criar uma playlist, assim que possuir vídeos suficientes no seu canal.

9. Aproveite o e-mail maketing para chegar a novos utilizadores

Publicar vídeos apelativos é, sem dúvida, uma estratégia vencedora. Todavia, a solidez de um canal também se verifica pela inovação. E porque é que essa inovação não poderá passar por e-mail marketing?

O e-mail é um dos canais mais privilegiados por marketers digitais. Nesse sentido, e caso tenhamos uma base de dados pré-definida, poderemos partilhar com os subscritores o nosso canal. Por seu turno, podemos incluir o nosso e-mail nas descrições dos vídeos, e tentar chegar a um número maior de pessoas.

10. Partilhe o seu canal nas redes sociais

Este ponto também poderá ser notório para todos os que produzem conteúdo, mas afigura-se essencial falar dele. Na verdade, ter uma comunicação integrada atribui credibilidade a uma marca. Nem todos os seus seguidores estão no YouTube, mas o facto é que poderão vir a estar.

 

Partilhar:

Deixa o teu comentário:

Responde a este comentário