En

Contacte-nos

Como fazer vídeos mais apelativos

Comunicação Digital | 11 Outubro 2017 | Afonso Mora da Silva

Dizem que ser YouTuber é a profissão do século XXI, e talvez exista um fundo de verdade nessa afirmação. Por isso mesmo, nos dias que correm, a concorrência na plataforma é feroz. E se em apenas um minuto o YouTube recebe 300 horas de vídeo, então podemos concluir que os conteúdos por lá publicados estão cada vez mais profissionais, o que faz com que poucos influencers digitais se destaquem (a menos que sejam realmente disruptivos).

Neste artigo, partilhamos 5 dicas para desenvolver vídeos mais apelativos, mesmo com um orçamento reduzido!

1. Luminosidade

A luminosidade é, talvez, o que um YouTuber tem que dominar desde sempre. Filmar vídeos com luminosidades diferentes (a diferentes horas do dia, por exemplo) dá um ar desleixado ao conteúdo; como tal, é necessário que se filme sempre com a mesma luz, e deve privilegiar-se luzes naturais em detrimento das artificiais.

Se tal não for possível, alguns focos de luz (como estes que estão aqui referidos) poderão ser relevantes para desenvolver conteúdo de qualidade. Antes de um YouTuber começar a gravar, este deve dominar o White Balance da sua câmara (isto é, as cores reais do ambiente onde está), bem como as sombras, por exemplo.

A utilização de materiais mais técnicos, como softboxes, deverá ficar para mais tarde, quando o canal já tiver algum following.

2. Estabilidade da câmara

A estabilidade também é muito importante num vídeo. Um vídeo com muito movimento de câmara (não confundir com muitos planos ou cortes) não é apelativo, sobretudo se a câmara não filmar com uma qualidade decente. Assim sendo, devemos ter um tripé que sustente o nosso material de gravação.

Não obstante, também se afigura importante o enquadramento dos intervenientes dos vídeos, bem como dos planos.

3.  Áudio

Desenganem-se aqueles que pensam que o áudio tem um papel menor num conteúdo visual. A verdade é que um mau áudio pode comprometer um bom vídeo (ou seja, um vídeo bem filmado e editado).

Os sistemas de áudio afiguram-se complicados para o utilizador comum, é certo, mas este artigo consegue colocar facilmente os pontos nos i’s. Nesse sentido, considerem investir em algum hardware para áudio, que inicialmente não tem que ter dispendioso (a menos que o áudio seja captado no exterior – aí sim, há que ter um cuidado redobrado).

Para além disso, é muito importante melhorar o áudio posteriormente, quando se está a editar o vídeo (equalizando o som e diminuindo o ruído).

4. Edição

Editar vídeos é uma técnica que se aprende com o tempo, mesmo que não sejamos videographers. Contudo, somos da opinião que um YouTuber que está agora a começar o seu canal deve conhecer muito bem YouTubers de sucesso: observar é, por isso, bastante importante.

Assim sendo, é necessário tirar notas, ver tutoriais, ler artigos e praticar pequenas coisas nos programas de edição, praticar muito.

De qualquer modo, programas como o Sony Vegas ou o Lightroom são importantes a ter em linha de conta.

5. Consistência e planeamento

Para criar um vídeo que fale a linguagem da internet, o influencer tem que ter atenção a vários pontos (como aqueles que salientámos), mas talvez o mais importante seja este: não ter medo de falhar. É preciso não ter medo de não atingir um certo número de visualizações, bem como trabalhar arduamente e planear ao máximo os planos, o guião e a edição do vídeo.

Ao ganhar experiência através da prática, o YouTuber está a meio caminho andado de triunfar.

Se quiseres estar a par das novidades do mundo do marketing digital e redes sociais, subscreve o nosso Auto-Rádio.

Partilhar:

Deixa o teu comentário:

Responde a este comentário