En

Contacte-nos

Como ter um bom perfil de LinkedIn

Não é nenhum segredo que a maior parte das pessoas tem a tendência de encarar o LinkedIn como sendo apenas uma espécie de curriculum online, tão básico como: fazer log-in, despejar para lá toda a nossa informação mais básica, a experiência profissional, que educação temos… e pouco mais. Há até quem ouse ter um perfil sem fotografia, vá-se lá saber como.

Na verdade, esta plataforma é bastante importante – tanto para quem procura emprego, como para quem procura recrutar. Funciona como qualquer outra rede social, mas o traço que a distingue é o potencial que tem para fazer crescer a tua marca pessoal, já que é onde podes mostrar ao mundo aquilo que fazes e por que é que és bom a fazê-lo (ou, em alternativa, aquilo que já fizeste e o que queres vir a fazer no futuro). Todos temos a nossa, e é isto que nos distingue e que nos faz destacar.

Ter um perfil completo, construir e aumentar as tuas conexões e estar atento às oportunidades é essencial se quiseres que reparem em ti.
Por estas razões, vamos dar-te umas dicas de como podes melhorar e o que deves preencher para ter um perfil digno de aparecer nas pesquisas.

Fotografia

Deves ter o cuidado de escolher uma boa fotografia: limpa, clara e luminosa. Quer gostes disso ou não, vais ser julgado por ela, e por isso o nosso conselho é que sejas o mais profissional possível (não ponhas selfies, fotos escuras, com amigos, com o cão… acho que já percebeste).
Dica: Podes sempre recorrer a um fotógrafo profissional para este efeito.

Headline

É a primeira coisa que quem está a ver o teu perfil vai reparar, pois é isto que te vai descrever à primeira vista. Torna-o mais interessante, podes até brincar com a informação que escolhes colocar aqui e usá-la para te diferenciares do resto dos comuns mortais.
Dica: usa keywords para ser mais fácil aparecer nas pesquisas.

About Me

Conta a tua história, aquilo que te torna único. Uma boa descrição de quem és e de como o teu passado cabe no teu futuro. Há três coisas fundamentais aqui: conectar os teus pontos de experiência, conseguires explicar o impacto que tens e que queres vir a ter (tanto no teu meio profissional como naquilo que propriamente fazes), e o que te distingue, o que te torna único e faz de ti a pessoa que és.
Dica: torna o que te faz especial em algo ainda mais especial e evita usar clichés e chavões. Foca-te naquilo que realmente te motiva e no que é preciso melhorar, através de pequenos parágrafos concisos.

Experiência

A experiência e o teu sumário devem estar sempre alinhados, por isso verifica sempre se estão de acordo. Evita fazer um copy-paste do que está no teu resumo, pois esse virá mais tarde, e coloca aquilo que os recrutadores realmente querem ver (até porque, convenhamos, é tedioso).
Acima de tudo, especifica aquilo que já fizeste e aquilo que estás a fazer, ao invés de um título mais genérico.
Mais uma vez, aqui as keywords são, efetivamente, chave.
Dica: fica-te pelo que é relevante, atual e pertinente. Aproveita este campo para dizer aquilo que realmente fizeste e alcançaste nesse trabalho.

Skills

Atualiza constantemente o teu skill set, assim como as tuas experiências. Ao fazê-lo, estás a abrir caminho para que apareçam novas e boas oportunidades.
Dica: partilha o teu trabalho, cria uma espécie de portefólio online. Partilha informação, como artigos, whitepapers ou até mesmo shameless auto-promoção.

Multimédia

Mostra aquilo que sabes fazer e prova por que é que és bom nisso. Recorre a imagens, som, vídeo, apresentações, PDF’s… o que tu quiseres.
Isto só te vai trazer pontos extra e fazer com que o teu perfil se destaque ainda mais.
Dica: se não tiveres um tipo de trabalho criativo, mostra algo de que te orgulhes ter feito, participado, colaborado, etc.


Aumenta a Network

Conectares-te com outras pessoas (e ficares conectado) é a receita para o sucesso. Ficas mais conhecido, o que ajuda a que sejas introduzido a, por exemplo, influenciadores ou big bosses da tua área.

É importante ser-se muito social nesta rede: expandir a rede de contatos ajuda a maximizar a tua exposição e a tua influência (ou, por outras palavras, o teu reach). Não te acanhes, fala com quem te quer falar e com quem ainda não te falou, quer conheças ou não. Só te traz vantagens.
Dica: personaliza a tua mensagem de pedido para conectar.

Recomendações

Aproveita-te das recomendações ao máximo, são tipo um like” às tuas skills.
Ajudam a descobrir como és visto, a gerir a tua marca pessoal online ou até a começar uma conversa.
São a melhor forma de te promover, mas também podem ser demasiado: procura monitorizar esta secção com cuidado, pois muitas vezes podem atribuir-te coisas que não fazem sentido.
Dica: procura padrões de recomendação que realmente falem por ti, que te deem credibilidade e que te façam destacar.

Grupos

Para que obtenhas ainda melhores resultados, experimenta aderir a grupos que contribuam para o teu interesse profissional – e onde estejam pessoas do teu interesse, profissionalmente.
Tal como noutras redes sociais, aqui os grupos têm uma função fulcral para divulgação de trabalho e interação.
Dica: adere ao maior número de grupos que consigas. Mas não te esqueças de ir mantendo conversa com os membros e de partilhar conteúdo.

Keywords

Como já fomos dando a entender ao longo deste artigo, as keywords são muito importantes para a construção de um bom perfil, assim como para que apareças nas pesquisas mais facilmente.
Para que isto aconteça, tenta tê-las espalhadas por todo o perfil (ou seja, em todas as secções) e tenta ter, pelo menos, cinco diferentes.
Dica: podes ordenar o teu perfil como quiseres, por isso destaca aquilo que achas que é mais importante primeiro.

URL

Parece insignificante, mas não é. Ao invés de teres uma ligação robotizada, feita por um computador de forma aleatória, customiza o teu link.
Dá-te um ar muito mais profissional e é muito mais fácil de, por exemplo, o incluíres no teu currículo ou cartão de visita.
Dica: utiliza o teu primeiro e último nome.

Background

Por último, mas não menos importante, escolhe uma imagem que acompanhe o teu perfil. Vai fazer com que te destaques.
Mas não utilizes uma muito distrativa, pode ser prejudicial para quem está a ver.
Dica: por exemplo, se gostares muito de desporto, utiliza uma imagem em que apareças a fazê-lo.

Pronto, agora que já leste as nossas dicas estás pronto a ter um bom perfil, só precisas de as seguir à risca e de não te esquecer de o manter sempre atualizado, de seres social ao máximo e de não o abandonares.
Encara o LinkedIn como um local profissional e consolidado, onde podes mostrar trabalho e onde te podes conectar com outros pares da tua área – profissional e de interesse.

Se quiseres estar a par das novidades do mundo do marketing digital e redes sociais, subscreve o nosso Auto-Rádio.

 

Partilhar:

Deixa o teu comentário:

Responde a este comentário