En

Contacte-nos

Content Marketing: 6 formas fáceis para medir a sua eficácia

Gestão de redes sociais | 2 Junho 2017 | Miguel Menaia

De acordo com um estudo levado a cabo pela Orbit Media, 44% dos bloggers não verificam as métricas do seu site ou blog. Esta investigação conclui, no fundo, que muitos dos criadores de conteúdo estão a negar oportunidades para melhorar – ou até mesmo justificar – o seu espaço na internet, limitando-se a seguir uma metolodogia pouco cuidada e profissional.

Por isso mesmo, depreendemos facilmente que analisar constantemente as métricas de um blog é muito importante para o sucesso do mesmo. Assim sendo, elaborámos uma lista com 6 formas fáceis para medir a eficácia do content marketing em blogs.

1. Tráfego do website

 

Utilizar o Google Analytics é muito importante neste ponto. Nesse sentido, devemos alocar essa ferramenta da Google ao nosso blog, incluindo-a na estratégia.

Portanto, estar atento ao tráfego do website consegue ser feito de várias formas, umas mais complexas do que outras. Aconselhamos a que, numa primeira fase, se comparem os dados do blog da altura em que os analisamos com igual período do ano passado (isto partindo do pressuposto que o blog já tem mais do que um ano), para eliminar o factor da sazonalidade.

Semanalmente, devemos estar atentos às visitas diárias, às pageviews, ao tempo que os utilizadores dispensam em cada página, entre outros pontos relevantes.

2. Crescimento de subscritores

 

É rara a estratégia de marketing digital que não inclua e-mail marketing, uma vez que o seu poder é enorme. Afinal de contas, o e-mail marketing vem estabelecer uma linha directa de comunicação com os membros da audiência.

Para aumentar os subscritores de uma newsletter, podemos seguir várias boas práticas que já aqui foram documentadas. Entre elas, começar a pensar como a pessoa que irá receber o e-mail, despertar a curiosidade do subscritor, estar atento ao mercado ou tornar o e-mail mais relevante com a automatização de listas.

De forma a facilitar todo este processo, aconselhamos a utilização, por exemplo, do Mailchimp.

3. Ranking de pesquisas

Todos os marketers necessitam de gerar tráfego e leads, o que significa que o ranking de pesquisas é um ponto-chave. Figurar no topo de pesquisas de um motor de busca como o Google, por exemplo, é um motivo de orgulho para qualquer profissional da área. Posto isto, conceitos como Search Engine Optimization (SEO), Link Building e Refferal Traffic não devem ser alheios a todos aqueles que querem melhorar o ranking do seu site ou blog.

A implementação de keywords relevantes para a nossa área de negócio não deve, também, ser descurada.

Para o efeito, aconselhamos a leitura deste artigo da VAN (que aborda, precisamente, este tema), ou a subscrição da plataforma Moz – uma plataforma muito relevante no que diz respeito a SEO.

4. Tempo

A HubSpot afirma que mais de metade dos visitantes dos websites passam menos de 15 segundos numa página. Embora o tempo de visualização de um post seja relativo – na medida em que cada pessoa consome conteúdo de maneira diferente  – a verdade é que existem certas estratégias que optimizam este aspecto.

No caso do nosso conteúdo ser escrito, devemos optar por textos curtos e apelativos, com alguns negritos que facilitem a leitura. Por seu turno, se optarmos por conteúdo audiovisual no nosso blog, os vídeos devem ser dinâmicos e visualmente interessantes (com movimento e cores fortes, por exemplo), para que o utilizador distinga o essencial do acessório.

5. Seguidores e partilhas nas redes sociais

Em 2014, uma investigação da Shareaholic concluiu que 30% do tráfego de um website vem das redes sociais, sendo este um número que está a aumentar.

Este dado vem salientar, por isso mesmo, a importância do Facebook e das demais plataformas no consumo de conteúdo por parte dos utilizadores. Estar atento aos likes, aos shares e aos comentários é quase tão essencial quanto produzir o conteúdo em si – até porque este tipo de canais estão directamente ligados ao target.

Aumentar os seguidores de uma rede social pode ser feito de forma orgânica ou através de anúncios que estejam directamente relacionados ao público-alvo.

6. Clickthrough Rate (CTR)

O Clickthrough Rate (CTR) é a proporção de utilizadores que clicam num link específico para o número de utilizadores totais que visualizam uma página, e-mail ou anúncio. Maximizar os CTRs é, dessa forma, aquilo que um marketer pretende, pelo que é importante estar atento a esta métrica (que se encontra facilmente nas estatísticas das redes sociais ou dos e-mails) quando fazemos content marketing para um blog.

 

Se quiseres estar a par das novidades do mundo do marketing digital e redes sociais, subscreve o nosso Auto-Rádio.

Partilhar:

Deixa o teu comentário:

Responde a este comentário