En

Contacte-nos

A importância dos Emojis na comunicação das marcas

Gestão de redes sociais | 18 Julho 2017 | Miguel Menaia

Há cerca de dois anos, pela primeira vez na História, um pictograma (isto é, a representação de um objecto ou conceito) foi eleito a “Palavra do Ano” pela Universidade de Oxford. A conceituada Universidade inglesa, que anualmente faz este tipo de ranking, classificou o emoji  “Face with Tears of Joy” (????) como a palavra de 2015.

A atribuição deste prémio chocou os mais conservadores mas, por outro lado, confirmou a teoria de que os emojis vieram alterar o paradigma de comunicação digital do século XXI.

Ontem, dia 17 de Julho, celebrou-se o Dia Mundial do Emoji (#WorldEmojiDay). No Facebook, Mark Zuckerberg apresentou dados relevantes sobre esta linguagem:

Como podemos facilmente depreender pela análise da imagem acima, os utilizadores da rede social têm 10 emojis de eleição, pelo que o “Tears With Face of Joy” ocupa o 1º lugar de emoji mais utilizado. Cada zona geográfica utiliza emojis diferentes para se expressar, o que se afigura interessante, apesar desta “linguagem” ser considerada universal.

Das pinturas rupestres às mensagens instantâneas: alguns factos curiosos sobre emojis

A necessidade de comunicar sempre esteve inerente ao Homem, até mesmo no período pré-histórico, quando ainda nem tinha descoberto o fogo. Veja-se por exemplo as pinturas rupestres que são, muito provavelmente, o primeiro tipo de linguagem (ou de tentativa de comunicação)

Hoje em dia, a comunicação digital é indissociável deste tipo de “bonecos” que, quanto utilizados, pretendem demonstrar um estado de espírito, uma emoção ou apenas ornamentar um diálogo digital entre vários intervenientes.

Eis alguns factos relevantes:

  • Ainda que não fossem denominados como tal, os emojis foram criados no Japão, em 1999, por Shigetaka Kurita, um engenheiro de software;
  • Diariamente, são enviados 6 mil milhões de emojis;
  • Emoticons e smileys não significam, em teoria, a mesma coisa que emojis. Estes dois conceitos costumam ser utilizados com frequência para descrever ícones faciais que determinam emoções e estados de espírito, pelo que os emojis são mais abrangentes;
  • Actualmente, todos os smartphones disponibilizam, nos seus sistemas operativos, centenas de emojis para que os utilizadores comuniquem entre si.

Como utilizar emojis na estratégia digital de uma marca

As marcas têm que estar atentas às tendências da comunidade e do mercado. Por isso mesmo, afigura-se essencial saber como utilizar emojis na comunicação de um produto ou serviço, por forma a apelar ao engagement entre consumidores, ou apenas de maneira a se diferenciarem das demais empresas.

Nesse sentido, reunimos algumas dicas que consideramos essenciais.

1. Saber que tipo de emojis se relacionam com o nosso target

Com tantos emojis disponíveis no mercado, não se afigura fácil perceber aqueles que funcionam dentro do nosso segmento. Ainda assim, é necessário desenvolver uma estratégia capaz de providenciar ao público-alvo emojis que lhes sejam familiares, em vez de emojis aleatórios sem qualquer tipo de propósito.

Negócios mais institucionais devem ter uma imagem mais sóbria e clássica, enquanto que negócios mais disruptivos podem apostar na inovação.

2. A utilização de emojis deve fomentar o engagement entre utilizadores

Tal como uma boa frase, um bom emoji deve despertar no utilizador a vontade de comunicar com a marca. Ser apelativo é, então, um ponto essencial.

Ao utilizarmos emojis de uma maneira inteligente, estamos a tentar obter call-to-actions para determinado assunto.

No e-mail marketing isto também se afigura importante, na medida em que a utilização de emojis pode aumentar o open-rate de um mail, por exemplo.

3. Os emojis devem conferir proximidade

Os emojis têm a excelente capacidade de ajudar uma marca a aproximar-se dos seus seguidores, na medida em que têm uma conotação mais dinâmica.  Contudo, o que funciona para uma marca não funciona necessariamente para outra. Ainda assim, este tipo de linguagem deve ser, naturalmente, a extensão da nossa voz.

Se quiseres estar a par das novidades do mundo do marketing digital e redes sociais, subscreve o nosso Auto-Rádio.

Partilhar:

Deixa o teu comentário:

Responde a este comentário