En

Contacte-nos

A importância do link building para o SEO

Comunicação Digital | 2 Agosto 2016 | Miguel Menaia

Para os que não estão a par do conceito, link building pode ser caracterizado como o processo de adquirir hyperlinks (hiperligações, em tradução literal) de outros websites para o nosso próprio. Um hyperlink (usualmente denominado apenas por link) é um elemento clicável que serve para os utilizadores navegarem entre páginas na internet.

Posto isto, os motores de pesquisa utilizam os links externos para fazer crawling – ou indexaçãodo nosso site na web, melhorando-o no ranking de pesquisa. Quantos mais “bons hyperlinks” um website tiver, mais depressa e mais acima aparecerá nos motores de busca.

Existem muitas técnicas para construir links de qualidade, e muito embora elas possam variar em níveis de dificuldade, os marketers consideram que esta é uma das partes mais complexas no SEO.

A anatomia de um hyperlink

Antes de se perceber a importância do link building, é importante compreender a forma como os links são criados, bem como a forma como os motores de busca os vêem e interpretam.

Screen Shot 2016-07-27 at 16.41.48

Assim como está representado na imagem acima, uma hiperligação divide-se em quatro partes.

1. O início do link tag: denominado em inglês por “anchor tag” (daí o “a”) este trecho abre o link tag e diz aos motores de busca que se seguirá uma ligação para algo;

2. A referência da localização do link: o “href” significa “hyperlink referral” (ou “referência da hiperligação”, em tradução literal), sendo que o texto dentro das aspas indica o URL ao qual o link está destinado. É de salientar que a ligação não é necessariamente para uma página da web, podendo ser o endereço de uma imagem ou até um ficheiro para download.

3. Texto visível do link: no fundo, esta é a parte de texto que os utilizadores vêem na página, e na qual precisam de clicar caso queiram abrir a ligação.

Habitualmente, o texto é formatado com outra cor de maneira a diferenciar-se do que o rodeia, permitindo aos utilizadores perceber o seu carácter clicável;

4. O fecho do link tag: Isto assinala o fecho do link tag para os motores de pesquisa.

Posto isto, procuremos agora perceber a mecânica por trás do funcionamento dos motores de busca. Resumidamente, existem dois motivos fundamentais pelos quais os motores de pesquisa (como o Google, por exemplo) utilizam links:

  1. Para descobrir novas webpages;
  2. Para determinar o quão bem uma webpage deveria aparecer nos seus resultados (ranking).

Assim que os motores de pesquisa fazem o crawl das páginas na web, o conteúdo nessas mesmas páginas é indexado ao motor de pesquisa em questão. Como tal, se a webpage tiver qualidade suficiente para aparecer, ela estará bem cotada no ranking quando se pesquisam por determinadas palavras-chave (a Google criou, inclusive, um pequeno vídeo que explica este processo).

Enquanto o algoritmo determina isto, os motores de pesquisa não se preocupam apenas com o conteúdo da página em si, mas também com o número de links externos – tendencialmente, de boa qualidade – que referenciam essa página.

link como factor determinante para o ranking de pesquisa levou à ascensão do Google no mercado das search engines no final dos anos ’90. Um dos seus fundadores, Larry Page, criou o PageRank – algoritmo que a Google criou para determinar a qualidade de uma ligação, baseando-se na quantidade de links externos credíveis que a referenciavam.

Esta métrica foi então utilizada no algoritmo que modificou o paradigma dos motores de pesquisa. Ao basear-se na ideia de que uma página não obteria links a referenciá-la se não merecesse, a Google conseguiu melhorar a experiência de pesquisa dos seus utilizadores, tornando-se na search engine mais popular da internet.

Custom_google_search

Todavia, muitos profissionais ligados ao SEO descobriram como manipular o Page Rank e os resultados de pesquisa pelas keywords escolhidas. Dessa forma, a Google começou activamente a tentar melhorar o seu algoritmo para que este filtrasse mais bem os sites, não considerando assim os de qualidade duvidosa. Isto levou a que a empresa aprimorasse a qualidade das suas pesquisas, alterando técnicas de link building que eram legítimas até então.

Ao certo, ninguém sabe o algoritmo completo utilizado pela Google, até porque, como se costuma dizer, o segredo é a alma do negócio.

De que outras formas o link building poderá melhorar a minha empresa?

Tal como foi dito, os links são muito importantes para que os motores de pesquisa determinem os rankings. Portanto, aumentar o número de links de boa qualidade que referenciem o nosso site é meio caminho andado para subir nos rankings de pesquisa.

Não obstante, existem outros benefícios em fazer um bom link building. E muito embora não sejam imediatamente óbvios, continuam a ser dignos de consideração.

Assim sendo, o link building:

1. Cria relações (brand building)

Muitas vezes, o link building funciona como uma espécie de montra de divulgação para outros websites ou blogs que são relevantes na nossa indústria, uma vez que criar conteúdo de valor nos garante algum reconhecimento.

Assim sendo, esta divulgação é importante porque nos permite sedimentar relações com influenciadores-chave na nossa área de negócio, aumentando o valor do nosso site. Criar este tipo de relações através do link building confere credibilidade e prestígio à nossa empresa. 

2. Gera tráfego de referência (referral traffic)

Como já é mais do que sabido, existe um impacto significativo dos links de referência nos rankings de pesquisa. Mas, para além disso, um link de um website bastante visitado pode também aumentar o tráfego – sobretudo se providenciar conteúdo apelativo. Nem tudo conflui apenas e só no SEO, pelo que os visitantes também são relevantes para o sucesso do negócio. 

Antes de construir ligações, é muito importante entender o valor de um link para todo o processo de link building. E por isso mesmo temos que, por vezes, olhar para a big picture, até para entender se efectivamente estamos a criar links com qualidade em websites de qualidade. O valor do conteúdo – seja ele um post de blog, como este, ou uma infografia, ou outro – é sempre recompensado com visualizações e partilhas, ainda por cima se se estiver associado a uma campanha de construção de ligações.

Em suma, a principal conclusão que se pode retirar é de que todas as campanhas de link building devem começar com algo digno de ser linkado.  E no fim do dia, essa é a regra de ouro que não devemos esquecer.

Save

Partilhar:

Deixa o teu comentário:

Responde a este comentário