En

Contacte-nos

"A Movie Poster a Day": como aproveitar uma boa ideia online

Comunicação Digital | 26 Abril 2017 | Miguel Menaia

A internet, como bem sabemos, está repleta de desafios. Uns são incoerentes e desconexos, outros são promissores e apelativos, e ainda existem aqueles que se posicionam entre uma coisa e outra. No entanto, são os que exigem trabalho, criatividade e coerência que nos inspiram diariamente a fazer melhor. Por isso mesmo, partilhamos hoje o projecto “A Movie Poster a Day“.

Do Australiano Peter Majarich, o projecto “A Movie Poster a Day” junta duas paixões comuns a um número alargado de pessoas: o cinema e o design. Nesse sentido, o designer gráfico de Sydney reinventou, durante 366 dias, 366 posters de filmes conhecidos do grande público. O seu objectivo era o de dar uma nova imagem a estas obras de arte, prestando uma enorme atenção ao detalhe.

Seguindo um estilo muito próprio – com traços minimalistas e arrojados –  Majarich conseguiu produzir conteúdo para a internet, de forma ininterrupta, durante o ano de 2016. Pelo elevado nível de pormenor, percebemos facilmente que o designer não se limitou a desenhar os posters em apenas 24 horas; em vez disso, seguiu uma metodologia estrita.

Se visitarmos o site do artista, constamos que os filmes que fizeram parte do projecto são, todos eles, da cultura pop contemporânea. O Padrinho (1972) e Wiplash (2014) estão na lista.

Como rentabilizar uma boa ideia online?

Com forte presença no Instagram e no Tumblr (devido ao seu cativante conteúdo visual), Peter Majarich está, agora, a tentar monetizar tudo o que produziu durante 2016. Nesse sentido, promover o conteúdo nas redes sociais é bastante importante. Só no Instagram, o utilizador tem cerca de 27 mil seguidores. E sua hashtag, #amovieposteraday, conta com mais de 700 interacções.

Todos os posters podem ser adquiridos aqui.

 

Se quiseres estar a par das novidades do mundo do marketing digital e redes sociais, subscreve o nosso Auto-Rádio.

Partilhar:

Deixa o teu comentário:

Responde a este comentário