En

Contacte-nos

O mundo purrfeito dos pet influencers

Comunicação Digital, Gestão de redes sociais | 2 Novembro 2018 | Jesse Viana

Quem achava que o mundo dos influencers pertencia só aos humanos, está muito enganado. Hoje em dia, e ainda bem, os nossos feeds – quer de Facebook, quer de Instagram – estão recheados de animais fofinhos de todas as espécies (sim, não é só cães ou gatos) que nos fazem suspirar com amor. E não só a nós, mas também às marcas.

Na verdade, o número contas verificadas de animais de estimação já é superior à de contas de humanos. E esta é uma tendência que já começou há, pelo menos, quase uma década. Estes bichinhos passam os seus dias a trabalhar, com os seus donos, para atingir aquela foto perfeita, ou para aquele conteúdo patrocinado. Quanto pode valer um destes conteúdos, perguntam vocês? Uns bons 2.000 dólares.

A Grumpy Cat foi uma das pioneiras, quando a fotografia dela, agora icónica, foi publicada no Reddit, em 2012. Hoje em dia, tem mais de 2.5 milhões de seguidores, livros, e até merchandise próprio. Até já há agências especializadas neste tipo de mercado, muito devido ao facto de as pessoas, cada vez mais, estarem a gravitar na direção de conteúdo que signifique algo, e que as façam sentir algo.

Neste sentido, os animais de estimação têm sido “humanizados” por esta Pet Loving Society (uma audiência que é importante, e que pode ser alvo de qualquer marca), devido à grande empatia que temos com os patudos, e a qual tem vindo a ser uma das formas mais significativas de as marcas interagirem com os consumidores. Eles viajam, têm cuidado com a alimentação, bebem, fazem exercício, e até têm a sua própria página de rede social.

São as musas dos fotógrafos, e os “focinhos” das marcas, os headliners de campanhas digitais… enfim, são os melhores amigos das marcas. Desde marcas de comida para animais, claro, a marcas automóvel, como a Nissana marcas de beleza, como a The Body Shop, entre outras, para espalhar a sua mensagem de anti-crueldade e testes em animais. A interação é melhor, e até superior, aquela obtida por humanos.

Vamos dar-vos a conhecer alguns deles, e lançamos o desafio: acham que conseguem chegar ao final deste artigo sem, no mínimo, dizer “AWWW!” umas dez vezes? Nós também achamos que não.

LIL BUB 

 De seu nome Lillian Bubbles, a BUB chegou ao Tumblr em Novembro de 2011. Quando a sua fotografia chegou ao Reddit, a Internet não aguentou e tornou-se viral. Atualmente, conta com mais de dois milhões de likes no Facebook, e com 1.9 milhões de seguidores no Instagram. Não só é a coisa mais fofa desta vida, como até tem o seu próprio documentário – e o prémio do Festival Tribeca Online como melhor filme.

JIFFPOM 

É, segundo o seu próprio website, o “animal mais famoso do mundo”, com mais de 28 milhões de seguidores nas suas redes sociais. Tem, até, três Recordes do Guiness. Impressionante, não? Podes vê-lo em ação no seu canal de YouTube.

LIONEL THE HEDGEHOG 

Esta coisa mais fofa tem, aproximadamente, três anos. Anda sempre na bolsa da sua dona, de um lado para o outro, e toda a gente lhe quer tocar e tirar fotografias. Tudo começou quando o próprio Instagram partilhou uma fotografia sua, sentado numa cadeira – o que lhe rendeu quase um milhão e meio de likes. Agora, tem cerca de 134 mil seguidores no Instagram.

DOUG THE PUG 

Os números falam por si, e não é a toa que se intitula “O Rei da Cultura Pop“: 3,6 milhões de seguidores no Instagram, mais de 6 milhões no Facebook e 2 milhões no Twitter. Também tem a sua própria conta de Spotify (é, aliás, o primeiro animal certificado pela plataforma)e de YouTube. É amigos de várias celebridades, como a Katy Perry ou o cast de Stranger Things, e a sua aventura começou com um artigo da Mashable.

NALA 

A gatinha mais famosa do Instagram é um cruzamento entre Siamês e um gatinho malhado. Com 3,7 milhões de seguidores, tem também ela um Recorde do Guiness. Quando foi resgatada do abrigo, precisava de cuidados de saúde – e, para mostrar o seu progresso, a sua dona criou um Instagram. E os seguidores começaram a surgir, assim como as aparições em vídeos de YouTube. A sua conta serve, principalmente, para chamar à atenção para a esterilização e para a adoção, ao invés da compra, de animais, e apenas se a pessoa tiver a certeza.

JUNIPER THE FOX 

A raposinha sorridente, como é apelidada, pois está sempre feliz, e sempre de sorriso na cara. Quase que poderia ser um cão. Foi salva de uma quinta de produção de peles, e vive com o irmão, o Fig. Devido às suas diferenças genéticas, não podem viver na natureza, e por isso, vivem uma vida feliz em casa. Os seus 2,5 milhões de seguidores concordam, certamente, que não dá para resistir.

LOKI THE WOLFDOG 

Este husky com mistura de lobo do ártico está sempre em aventuras e viagens. Após ter sido resgatado de um grande nevão, o Loki tornou-se uma estrela do Instagram logo em 2013, com 50 mil seguidores no primeiro ano. A seguir, as marcas começaram a aparecer – a Mercedes-Benz fê-lo protagonista da sua campanha de realidade virtual do GLS Sport, em 2017, por exemplo. No Instagram, conta com 1.8 milhões de seguidores, de momento.

HAMLET THE PIGGY 

Com menos seguidores, mas igualmente amorosa, temos a Hamlet, uma linda porquinha de Nashville, USA. Ela mascara-se, usa roupinhas, e ainda é terapeuta, sendo companhia fundamental para a sua dona, que sofre de epilepsia. No Instagram, conta com 345 mil seguidores.

VENUS, THE TWO FACE CAT 

Uma gatinha com metade da cara de uma cor, e a outra metade de outra – e o mesmo acontece com os seus olhos. É, realmente, algo de muito raro, e de extremamente bonito. Com 1,5 milhões de seguidores no Instagram, e com aproximadamente o mesmo número de likes no Facebook. É a “gatinha mais fixe de sempre” para os usuários do Reddit.

Estes são só alguns exemplos, mas há muito mais. Se quiserem, espreitem o perfil do Waffles, um gatinho Scottish Fold adorável, ou do Tuna, um cão com uma aparência especial, ou até do Suki, um gatinho aventureiro. Não poderíamos cobri-los a todos num só artigo, mas bem que gostávamos. Então, conseguiram chegar aqui sem dizer um único “awww”? Não mintam!

Se quiseres estar a par das novidades do mundo do marketing digital e redes sociais, subscreve o nosso Auto-Rádio.

Partilhar:

Deixa o teu comentário:

Responde a este comentário