En

Contacte-nos

O Poder do User Generated Content

Comunicação Digital, Gestão de redes sociais | 22 Novembro 2019 | Rafael Venâncio

UGC, conhecido como User Generated Content, é uma “arma” que tem vindo a ganhar cada vez mais força nos arsenais das agências de comunicação. No artigo de hoje vamos explicar-te o que é e porque não deves deixar passar esta estratégia ao lado!

O que é UGC?

User Generated Content, o que é este bicho? Traduzido para o português, o Conteúdo gerado por utilizadores refere-se a conteúdos criadas pelos utilizadores finais de um produto ou serviço sem que a marca pague por esse serviço (de forma orgânica). Ou seja, consumidores que pretendem partilhar a sua experiência.
Estão incluídos neste grupo todos os tipos de conteúdos partilhados ou produzidos por consumidores, os conteúdos produzidos pela marca não entram nestas “contas”!

Quais os formatos de UGC mais recorrentes:

  • Imagens
  • Vídeos
  • Tweets e atualizações de estado
  • Infográficos
  • Comentários
  • Blogs

Por que motivos deves apostar em User Generated Content

#1 – Mais autêntico

Segundo dados da Stackla, 79% dos consumidores dizem que UGC tem um grande impacto na decisão de compra e ainda que consideram este tipo de conteúdo é 2.4 vezes mais provável de ser autêntico em comparação com conteúdos criados por marcas.
Isto abre uma janela para que as marcas criem conteúdos que toquem e tenham um impacto mais positivo na sua audiência.

Exemplo: Para mostrar a qualidade e a capacidade da câmara do Huawei P30, a marca decidiu partilhar a experiência da @ritandtheworld na página de Instagram. A publicação conta com 12.879 likes e 6 comentários.

#2 – Mais ‘Relatable

O facto de serem consumidores a partilharem e a mostrarem a sua experiência cria um impacto positivo em potenciais consumidores. É uma “prova” de que os produtos são realmente aquilo que as marcas promovem e passa uma mensagem mais sincera do que uma “sessão fotográfica com modelos”. 
Mostra que alguém “como eu” está a utilizar o produto!

#3 – Cria confiança

Os consumidores modernos querem saber o que estão a comprar (ter uma ideia do que vão receber) ainda antes de encomendarem ou concluírem a compra. Os conteúdos UGC são uma forma de promover a qualidade e experiência ao utilizar um determinado serviço/produto. É um serviço “RP” gratuito, as pessoas compram o produto dão a sua opinião e ainda atraem a confiança de potenciais consumidores.
Aqui entra a questão do “social proof”, se um consumidor partilhar uma experiência positiva sobre um produto ou serviço, os potenciais clientes sentem-se mais seguros, também eles, para o adquirirem. É uma ação inconsciente. Dados da Nielsen revelam que 92% dos consumidores confiam em recomendações de pessoas que conhecem(amigos e familiares), e 70% confiam em testemunhos e reviews online.

#4 – Leva à decisão de compra

O User Generated Content tem uma valência muito importante: gera mais compras
Uma vez que os produtos e a marcas se tornam mais relatable, de confiança e apetecidos, os consumidores sentem-se mais seguros a adquirirem os mesmos.

Um estudo levado a cabo pela TurnTo revelou que:
-81% dos consumidores estão dispostos a pagar e a esperar mais por produtos/serviços;
-Consumidores com menos de 30 são mais influenciados pelo UGC que gerações mais velhas;
-73% dos inquiridos afirmam que o aumenta a confiança na compra e, ainda, 61% dizem que os encoraja a interagirem com as marcas.

No que é que isto se traduz? Em vendas! Cada vez mais as compras são despoletadas pelos pequenos detalhes e por técnicas inovadores de comunicar, que fogem às estratégias “agressivas” de vendas associadas ao marketing tradicional.

#5 – Marca amiga

A partilha de UGC por parte das marcas é um “win-win”. Para além das marcas ganharem credibilidade junto dos potenciais consumidores, demonstram que estão atentas aos fãs e aos conteúdos que produzem. Tornam-se numa “amiga” dos seus consumidores, que gostam tanto dos conteúdos que não resistem a partilhá-los. 
As marcas não só têm os seus consumidores a fazerem “publicidade” de graça como se sentem mais próximos das mesmas. É como se fosse um reconhecimento do seu esforço, “eu partilhei uma nova foto tirada no meu telemóvel e a marca adorou tanto que partilhou!”.
Depois entra aqui o efeito bola de neve causado pelo social proof (acima mencionado, no ponto “Cria Confiança), “a marca está a partilhar conteúdos de outros fãs então também vou partilhar” ou “…então também vou seguir”.

Exemplos de User Generated Content

Huawei Portugal
Se fizeres um pouco de scroll no perfil de Instagram da Huawei Portugal dá para observar uma diferença bastante acentuada na estratégia de comunicação desta marca! Anteriormente parecia que andava a experimentar diferentes tipos de conteúdos mas não estava a obter resultados significativos. Hoje em dia o feed do Instagram da Huawei está “tingido” de UGC e os resultados são muito positivos!

Simples fotos, de momentos captados por fãs que quiseram partilhar um momento, geram conteúdos excelentes para a Huawei e, ao mesmo tempo, mostram a qualidade dos seus produtos.

Os fãs/potenciais compradores, por sua vez, demonstram a sua satisfação e interesse em comprar as “máquinas” em questão…

…alguns tentam a sua sorte, apelando à boa vontade da marca.

Blue Blood by Jeffree Star – review da Rita Serrano

A influencer, uma voz respeitada na beauty community portuguesa, fez uma review à palete do Jeffree Star sem ter sido paga para o efeito. É mais um exemplo de UGC, desta vez em formato vídeo.

Os agendamentos chegaram finalmente ao Instagram VAN
Nós próprios somos “culpados”, já fizemos UGC. Fica com um exemplo em formato blog!

Conclusão

Nos dias de hoje é bastante importante que olhes para todas as estratégias de comunicação e “bebas” daquelas que fazem sentido para a tua marca.
Nunca feches a porta nenhuma estratégia sem analisares o seu potencial e aplicabilidade à tua marca.
A estratégia que te apresentámos hoje é bastante completa em termos de criação afinidade e impulsionamento de vendas. Mas deves ter em conta que tudo o que é em excesso pode dar para o torto.
Tenta integrar esta técnica na tua estratégia de comunicação de forma gradual e medida. Não deves fechar a porta nenhuma estratégia de comunicação mas também não a podes espremer até ao tutano!
Esperamos que o nosso artigo sobre User Generated Content te tenha esclarecido ou até mesmo aberto os horizontes para novas formas de comunicar.
Se ficaste com alguma dúvida ou quiseres apenas partilhar a tua opinião, passa pela nossa página de Facebook ou Instagram e partilha connosco!

Se quiseres estar a par das novidades do mundo do marketing digital e redes sociais, subscreve o nosso Auto-Rádio.

Partilhar:

Deixa o teu comentário:

Responde a este comentário