En

Contacte-nos

O que precisas de saber sobre a Trending Page do YouTube?

Comunicação Digital, Gestão de redes sociais | 4 Outubro 2019 | Rafael Venâncio

Neste artigo vamos introduzir-te à Trending Page do YouTube e explicar-te as razões de alguma polémica que se tem verificado na plataforma. 

O que é?

A Trending Page do YouTube é uma página de recomendações da plataforma. Nesta página figuram os vídeos que o YouTube considera que irão apelar a uma base alargada de viewers. Os vídeos que aqui encontramos podem ser das mais variadas categorias; tanto podemos encontrar videoclipes ou trailers de novos filmes (mais comum), como podemos encontrar vídeos que se tornaram virais (alguns mais peculiares do que outros).
Em suma, a Trending Page dá-nos uma ideia do que está a acontecer no mundo do YouTube.
Esta página não é personalizável, o que significa que a mesma lista é exibida a todos os utilizadores. A única coisa que difere é o que é exibido de país para país.
A trending list é atualizada, segundo o YouTube, de 15 em 15 minutos. Nestas atualizações os vídeos podem subir ou descer de lugar.

Trending Page do YouTube

Como funciona o Algoritmo do YouTube?

A Google não nos fornece uma explicação de como funciona o sistema de ranking da plataforma YouTube, mas estudos apontam para que existam 4 métricas principais a ter em conta.

1º Tempo de Sessão
Existe um início de sessão, que se refere ao momento em que iniciamos a visualização do vídeo, e temos a final de sessão, a altura do vídeo em que saímos, e que pode não corresponder ao final do vídeo.

2º Watchtime
Trata-se do tempo que a audiência despende nos vídeos. Qual é o tempo de visualização? Esta é uma das métricas mais importantes para o YouTube neste momento.

3º Interação com vídeos (likes e dislikes, comentários e partilhas)
Esta é a primeira métrica que o criador de conteúdo irá analisar para perceber o sucesso ou insucesso do vídeo. Um vídeo que gere muita interação será impulsionado pelo algoritmo, uma vez que fará com os utilizadores passem mais tempo na plataforma.

4º Frequência de publicações
Outro fator que tem peso para o algoritmo do YouTube é a frequência de publicações no canal. Para o YouTube, um canal consistente deverá publicar no mínimo um vídeo semanal.

Mas não é qualquer vídeo que é exibido nesta página. Existe um algoritmo que analisa se os seguintes critérios são respeitados, além das métricas apresentadas anteriormente.

Que critérios te permitem chegar à Trending Page do YouTube:
● Têm de ser apelativos para uma audiência alargada;
● Os conteúdos não devem ser clickabaity, induzir em erro nem serem sensacionalistas;
● Devem ser representativos do que se passa no mundo e no YouTube;
● Apresentar uma lista de criadores diversificada (algo que por vezes é posto em causa);
● Conteúdos novos, inovadores ou surpreendentes.

Tem também em conta a análise de algumas métricas do vídeo em si:
● Número de visualizações e interações
● A que ritmo está a ganhar visualizações
● Qual é a origem das visualizações (também tem em consideração as visualizações externas ao YouTube)
● A “idade” do vídeo (há quanto tempo este foi publicado).
O YouTube combina todos estes fatores e sinais para criar uma lista, atualizada várias vezes ao dia, dos vídeo mais apetecidos na plataforma.

Coisas que devemos retirar daqui:
● O número de likes e views de um vídeo não é um fator determinante da posição que este toma na lista;
● O facto de um vídeo ter milhões de views não garante um lugar na trending list;
● Um vídeo que aparece em #1 lugar não tem o lugar garantido; pode subir ou descer ao longo do dia.
O YouTube não permite que o lugar na Trending Page seja “comprado”. A plataforma reforça, assim, que o objectivo desta lista não é favorecer determinados canais ou tipo de vídeos, mas sim dar mais exposição aos criadores de conteúdo na plataforma.

Trending Page do YouTube

Este é o aspeto actual da Trending Page (ou, em Português, Em Alta).

Terás acesso aos conteúdos mais apetecidos das categorias de Música, Jogos, Notícias, Filmes e Moda. Na página inicial encontrarás uma mistura das várias categorias.

O que te impede de estar na página

Agora que sabes alguns dos critérios que te podem colocar na trending list, vamos dar-te alguns dos critérios que te podem tirar a possibilidade de figurar na mesma.
Os filtros do YouTube e alguns membros do staff têm a tarefa de visualizar os vídeos e assinalar aqueles que apresentem conteúdos impróprios.

Vídeos com excesso de profanidades
● Conteúdo adulto
● Violência
● Vídeos inapropriados (outras razões)

O algoritmo do Youtube analisa cuidadosamente este tipo de conteúdos e filtra aqueles que não devem aparecer na lista. Nos EUA ainda existem “filtros” humanos, que são o passo final da triagem e analisam caso a caso.

A importância de estar na Trending Page

Estar nesta página é, no fundo, estar a ser promovido de forma gratuita. Significa que o nosso trabalho irá estar exposto num separador especial, num lugar privilegiado para que os milhões de utilizadores diários possam ter a oportunidade de os descobrir. É também um reconhecimento do esforço e do trabalho de alguns criadores de conteúdos.
A grande polémica que se levanta aqui é o facto das restrições do YouTube tornarem cada vez mais difícil a entrada nesta página.

Será que o YouTube sabe realmente o que os viewers querem?

Um dos critérios do YouTube para colocar um vídeo na Trending Page, como já referido, é que este represente o que se passa no mundo, e dentro da plataforma, mas a verdade é que isso nem sempre é assim. Por vezes, a plataforma parece não considerar conteúdos mais arrojados em detrimento de “friendly content”, de forma a atrair mais anunciantes para a plataforma.
Porque a verdade é que várias páginas que representam e influenciam diretamente o crescimento do YouTube não figuram na trending list.

Exemplos de casos mais conhecidos, revelados no estudo levado a cabo pelo canal coffee break:

  • O YouTuber Logan Paul tem uma barreira de tendência à volta dos 11 Milhões de visualizações (quantas visualizações precisa de atingir, em média, para chegar à Trending Page). Já a ESPN necessita de apenas de 500 mil visualizações para figurar nesta página. Mas a situação piora: durante o período de análise (18 meses), Logan Paul apenas conseguiu figurar na Trending Page 4 vezes, enquanto que a ESPN conseguiu alcançar umas impressionantes 85 vezes.
  • O Pewdiepie, o YouTuber mais subscrito do mundo (sem contar com a T-Series), esteve na trending list mais de 30 vezes em países como o México, Índia, Alemanha, Canadá, Rússia e França, sendo que a maioria não tem o Inglês como língua principal. Nos EUA, esteve apenas uma vez nesta página, e no UK, 10 vezes.
Trending Page do YouTube

Nesta imagem podemos ver a diferença entre EUA (a azul) e Canadá (a vermelho) no que toca a canais com conteúdos mais controversos. Especula-se que estes resultados se devam ao facto de nos EUA existirem mais moderadores humanos que bloqueiam este tipo de conteúdos.

O YouTube sabe o que queremos ver…mas sabe mesmo?

O YouTube abre a plataforma a qualquer criador de conteúdo, sendo que tem algumas limitações para conteúdos mais explícitos.
O YouTube prima por promover canais com conteúdos mais abrangentes (mais family friendly), de forma a atrair anunciantes para a plataforma.
No que é que isto se traduz? Muitas vezes o YouTube não dá destaque a canais que são bastante apreciados na comunidade por terem conteúdos mais originais e arrojados. Por exemplo: Filthy Frank e Pink Guy do YouTuber Joji, e o canal dos irmãos RackaRacka.

Um caso mais recente de tentativa de push de conteúdo “friendly” foi o Rewind de 2018. O vídeo deixou de parte nomes e acontecimentos que marcaram o ano de 2018 e apostaram numa abordagem mais Ad-friendly. Os casos mais flagrantes foram o Pewdiepie vs T-Series e o combate KSI vs Logan Paul. O YouTube Rewind de 2018 tem mais de 180 milhões de visualizações e tornou-se no vídeo com mais dislikes do mundo, com 16 milhões, destronando o vídeo Baby” de Justin Bieber, que à data contava com 10 milhões de dislikes. 

Trending Page do YouTube

Conclusão

A verdade é que, controlada por um algoritmo ou por moderadores humanos, a Trending Page do YouTube continua a ser um mistério.
Por vezes, vemos canais com imensas interações que dificilmente chegam a esta página, enquanto outras, com menos de um terço das interações, são frequentemente destacadas.
Mesmo assim, é preciso reconhecer que o YouTube tem feito um esforço para se encontrar com alguns dos principais criadores de conteúdos na plataforma, no sentido de se adaptar às mudanças que a comunidade quer ver implementadas.

O futuro da Trending Page continua, por agora, incerto. Aguardaremos por novas actualizações e, caso se justifique, voltaremos ao tema futuramente.

Subscreve ao auto-rádio, a nossa newsletter semanal, para receberes as últimas notícias do mundo do marketing digital.

Partilhar:

Deixa o teu comentário:

Responde a este comentário