En

Contacte-nos

Poderão as marcas beneficiar de um Detox Digital?

Comunicação Digital | 9 Maio 2017 | Miguel Menaia

Quem trabalha na área do marketing digital sabe que é díficil passar um dia sem estar presente nas redes sociais. Elaborar, planear e agendar publicações faz parte do quotidiano de um marketer, bem como responder a clientes, realizar campanhas de anúncios e analisar resultados provenientes dessas mesmas campanhas. Por isso, pousar os smartphones e estar offline é um luxo que não está ao alcance de todos. Mas precisarão as marcas – e, sobretudo, quem trabalha para as marcas – de fazer uma pausa? E será que essa pausa se afigura benéfica para o aumento da produtividade e da felicidade dos intervenientes? Foi o que tentámos descobrir com a elaboração deste artigo.

Como as redes sociais estão a afectar a saúde dos seus utilizadores

Em 2016, concluiu-se que os internautas dispendem 30% do seu tempo nas redes sociais, de acordo com uma investigação levada a cabo pela Global Web Index. Para além disso, um estudo do Statista do ano passado indicava que o utilizador comum gasta duas horas do seu dia a fazer scroll no Facebook, no Instagram e nas demais redes existentes.

Este tipo de comportamentos, que muitas vezes são excessivos e automatizados, podem trazer implicâncias na saúde dos utilizadores. A saber:

1. Alteração nos padrões de sono e no bem-estar emocional

Uma excessiva exposição a ecrãs – nomeadamente à luminosidade que podemos encontrar nos telemóveis e tablets – antes de irmos dormir pode reduzir o sono REM, o que irá adulterar a qualidade e a duração do nosso descanso. A longo prazo, por exemplo, esses efeitos podem traduzir-se em insónias.

No que diz respeito à saúde mental, um estudo levado a cabo pela Universidade de Houston correlacionou a excessiva utilização de redes sociais com a solidão, a ansiedade e a depressão.  O facto de nos compararmos aos nossos amigos em contexto social pode levar a profundos distúrbios no humor. Dito por outras palavras, sentir inveja da vida que nos é mostrada através das redes sociais pode alterar a nossa disposição, agravando posteriormente a saúde mental e emocional.

2. Aumento do Fear of Missing Out (FOMO)

Como já aqui falámos, o Fear of Missing Out (FOMO) pode ser potenciado se estivermos a passar demasiado tempo nas redes sociais, nomeadamente a ver aquilo que os nossos amigos e seguidores estão a fazer.

O FOMO relaciona-se com o facto de não estarmos a par de determinado assunto (que pode, ou não, ser um trending topic mundial) que é partilhado digitalmente. Este fenómeno ocorre, particularmente, em Millennials, uma vez que é potenciado pelo constante fluxo de informação oferecido pelas múltiplas redes sociais que existem. Um estudo da EvenBrite salienta que 69% dos Millennials têm medo de ficar de fora de um assunto ou evento.

O que significa o “Detox Digital” para as marcas? 

Para que fique claro, quando referimos que o “Detox Digital” pode ser aplicado às marcas, não estamos a insinuar que as marcas devem simplesmente parar de fazer conteúdos online. Em vez disso, as marcas podem – e talvez necessitem – ter mais interacção com os seus seguidores através de campanhas offline, promovendo uma mensagem de equílbrio entre o mundo virtual e o mundo real. Assim, a presença online de uma marca deve ter sempre um propósito que remeta, também, para o offline.

O exemplo da Chipotle e do Turismo de Portugal

O conhecido restaurante Chipotle decidiu aproveitar-se deste conceito e, em Julho de 2014, transformou todo o seu packaging. Para que os clientes pudessem ler livremente, e sobretudo para que não estivessem dependentes do consumo das novas tecnologias, a marca introduziu pequenos contos nos seus copos e embalagens. A ideia surgiu depois de Jonathan Safran Foer, um dos mentores do projecto, estar aborrecido enquanto almoçava neste restaurante sem telemóvel nem livros por perto.

O Director de comunicação da Chipotle, Chris Arnold, referiu que “estas composições de dois minutos oferecem ao cliente uma pausa no mundo digital”. Para além disso, a marca queria cultivar os seus clientes, apresentando-lhe autores que poderiam não conhecer.

Noutra campanha que segue esta índole, o Turismo de Portugal apostou recentemente numa campanha chamada “Can’t Skip Portugal”, onde a mensagem era bastante clara: aproveitar o que de melhor o mundo nos tem a oferecer, nomeadamente o nosso país. Direccionado para turistas, este vídeo de 3 minutos promove o contacto com a natureza, apelando a que os utilizadores façam, de vez em quando, um “Detox Digital”.

Se quiseres estar a par das novidades do mundo do marketing digital e redes sociais, subscreve o nosso Auto-Rádio.

Partilhar:

Deixa o teu comentário:

Responde a este comentário