En

Contacte-nos

TikTok: As razões pelas quais não deves fechar os olhos a esta rede

Gestão de redes sociais | 29 Novembro 2019 | Rafael Venâncio

O TikTok já não é um desconhecido para ninguém, as pessoas já ouviram pelo menos uma vez este nome.
Mas o que é que faz desta rede social uma das “hottest trends”?
Vamos descortinar isso neste artigo, fica atento e não feches os olhos ao TikTok!

O que é o TikTok?

Também conhecido como Douyin na China, o TikTok é uma aplicação que permite criar e compartilhar vídeos de curta duração.
A primeira versão da aplicação foi lançada como Douyin na China em Setembro de 2016 e, passado um ano, como musical.ly no mercado internacional. Em Novembro de 2017 a ByteDance comprou o musical.ly.
A aplicação destaca-se sobretudo pelas ferramentas de edição que disponibiliza e pelo seu conteúdo de fácil consumo.
Através de hashtags poderás facilmente encontrar vídeos do teu interesse, podes também pesquisar pelo @ de pessoas ou marcas específicas.

Ferramentas de edição do TikTok

O TikTok tem um dos leques de ferramentas de edição e efeitos mais completos em termos de redes sociais.
Podes gravar os vídeos diretamente através da plataforma ou utilizar conteúdos do arquivo do teu telemóvel e personalizá-los através da app.
Consegues dar pequenos tweaks incríveis sem precisares de ferramentas de edição de vídeo profissionais:

-Tens efeitos infindáveis, divididos por categorias (Top, Novos, Comédia, Make, Efeitos, Acessórios);

Ferramentas de edição do TikTok

-Podes colocar e personalizar o copy nos vídeos;

Copy personalizado

-Podes utilizar Stickers, Gifs e Emojis;

Ferramentas de edição do TikTok

-Podes, também, escolher a música ou clipes de sons que quiseres, personalizar se queres dar destaque ao som original ou à música de fundo e ainda que excerto pretendes utilizar;

Ferramentas de edição do TikTok

-Tens ainda uma parte onde podes adicionar efeitos e escolher em que partes específicas do vídeo queres que eles entrem.

Ferramentas de edição do TikTok

Práticas recomendadas para Vídeo

  • Tamanho Arquivo de Vídeo: até 287.6 MB (iOS) e 72 MB (Android);
  • Duração Vídeo: 15 segundos;
  • É possível também criar vídeos de histórias combinados de até 60 segundos de vídeo;
  • Legendas no vídeo: Disponível;
  • Som no Vídeo: Recomendado.

Dimensões do Vídeo

  • A orientação recomendada é o vídeo vertical, mas também fazer upload de vídeos horizontais;
  • Dimensões: 1080 x 1920 (deve preencher toda a tela);
  • 150px de margem superior e inferior, 64px margens laterais;
  • Resolução: taxa de proporção 9:16;
  • Tipo de arquivo: .mp4 ou .mov;
  • Código Vídeo: H.264 codificado;
  • Proporção recomendada no Clipchamp: 9:16 (retrato inteiro).

Porque é que é viciante?

Os vídeos no TikTok são curtos, alguns mais “raw”, outros mais editados… Não chegam a ter duração suficiente para se tornarem “maçadores”.
Assim que começas a fazer scroll no tab principal, entras num loop do qual é quase impossível sair. Podes nem ser bem o target de um ou outro conteúdo, mas não consegues resistir a saber se o vídeo que se segue é melhor do que o anterior!

Que tipo de conteúdos funcionam mais eficazmente na plataforma:

  • Desafios: através de um hashtag os utilizadores podem “responder” a desafios lançados por outros seguidores ou marcas. Como por exemplo o #jogodostop, um dos desafios mais recentes.
Tendências no TikTok
  • Slow Motion: esta é uma das features mais utilizadas na app. Os #slowmo e #slowmotion têm 57.5 e 17.2 mil milhões de visualizações, respetivamente.
Tendências no TikTok
  • Duetos: Os utilizadores podem pegar em vídeos partilhados no TikTok e acrescentar um clipe seu. Isto é algo que não tem limite, pelo que podes encontrar alguns memes engraçados em que o vídeo reúne diversos utilizadores que dão continuidade ao vídeo original. Utilizando o #duet podes encontrar vídeos de duetos e vídeos de pessoas a pedirem para fazer duetos.
Tendências no TikTok

A rede social com mais downloads

O TikTok atingiu 1.5 mil milhões de downloads na App Store e no Google Play, sendo uma das apps mais populares do mundo. Registou os 500 milhões de utilizadores diários, que passam em média 52 minutos por dia na plataforma, valores aliciantes para as marcas que pretendem aderir à rede social.
A app de vídeo da Byte Dance foi a quarta app non-gaming mais transferida de 2018, com 655.8 milhões instalações únicas. Este ano já atingiu os 614 milhões de transferências (crescimento de 6% face ao período homólogo no ano anterior).
É neste momento a terceira app mais transferida, atrás do WhatsApp (707.4 milhões de downloads) e do Messenger (636.2 milhões de downloads). Ultrapassa o Facebook (587  milhões de downloads) e Instagram ( 376.2 milhões de downloads).

Total de downloads do TikTok

Índia foi o país em que se verificou maior crescimento em 2019, tendo sido responsável por 277.6 milhões de downloads (45% do total de instalações). Em segundo lugar está a China com 45.5 milhões de downloads e em terceiro os EUA com 37.6 milhões.
No que toca à idade da audiência, podemos constatar que é predominantemente mais jovem. Isto pode ser muito bom ou muito negativo para as marcas que pretendem comunicar na plataforma, uma vez que restringe as categorias de produtos que podem ser comunicadas. Marcas mais jovens e acessíveis deverão ter melhores taxas de penetração no TikTok.

Idade da audiência do TikTok

Como podem as marcas aproveitar esta rede

As marcas podem, atualmente, marcar presença no TikTok de três formas:

Criar um canal próprio – divulgar conteúdos relevantes para a marca, como behind the scenes, making of, tutoriais, divulgação de novas coleções e novidades, etc.

ExemploWashington Post 

Canal Próprio

Apostar em Influenciadores para aumentarem o reach da marca (é preciso ter cuidado com a segmentação) .

Exemplo: Vanessa Esperanza (@sassperanza) – Skittles

Influencers no TikTok

Utilizar publicidade paga na plataforma, através do gestor de campanhas do TikTok.

Exemplo: MB Way

Anúncios no TikTok

O estranho caso de Bart Baker

Bart Baker é um ex-YouTuber que deixou o seu canal de 10 milhões de subscritores para se dedicar exclusivamente ao TikTok… na verdade ao Douyin.
Devido ao seu conteúdo edgy e menos ad-friendly começou a ter os seus vídeos desmonetizados e, consequentemente, começou a ver uma descida acentuada nas receitas provenientes do YouTube. Segundo o próprio, no espaço de um ano e meio passou de estar no topo a sentir-se miserável.
À medida que a situação se ia agravando e a depressão se ia instalando, a esperança ia desaparecendo. E foi nessa altura que recebeu um email de uma empresa chinesa para produzir conteúdos para o Douyin, a versão chinesa do TikTok.
Aceitou o desafio e dedicou-se de tal maneira que acabou por ir viver para a China.
Hoje em dia o seu canal no Douyin ultrapassa os 20 milhões de seguidores e o criador de conteúdos diz que não podia estar mais feliz com a sua decisão.

Conclusão

Não deves fechar os olhos a nenhuma rede social, sobretudo quando esta está a crescer exponencialmente.
Estuda e tenta integrá-la na tua estratégia de comunicação se fizer sentido. Quem sabe se não estamos a assistir à “Next big thing”!
Esperamos que o nosso artigo sobre o TikTok te tenha esclarecido e aberto os horizontes para novas formas de comunicar.

Se ficaste com alguma dúvida ou quiseres apenas partilhar a tua opinião, passa pela nossa página de Facebook ou Instagram e partilha connosco!

Podes ainda subscrever ao auto-rádio, a nossa newsletter semanal com as últimas notícias do mundo do marketing digital.

Partilhar:

Deixa o teu comentário:

Responde a este comentário