En

Contacte-nos

Um guia para criar colagens nas Stories do Instagram

Gestão de redes sociais, Sites & apps | 24 Abril 2019 | Jesse Viana

Os tempos mudam, e as tendências também – especialmente quando se fala em redes sociais. Parece que foi ontem que as Instagram Stories chegaram até nós e, desde então, vão evoluindo à velocidade da luz. Em 2019, uma das novas tendências são as colagens de fotografias no Instagram – quer seja no feed, quer seja nas stories.

Longe vão os tempos em que fazias aquela montagem no paint com as (milhares) de fotografias que tiravas com os teus best friends forever (olá, fotolog; olá, hi5! Saudades!) para depois partilhares a vossa amizade com toda a gente. Eram cheias de sentimento e de criatividade, verdade seja dita, mas já andámos um longo caminho desde então.

Um pouco por todo o lado, vamos vendo este tipo de conteúdo ganhar forçavisual e estética – e, de igual forma, estão a tomar de assalto marcas, influenciadores e até o perfil da tua vizinha do lado, sempre com bastante criatividade e com recurso ao uso de várias apps que juntam imagem, vídeo, fundos divertidos, GIF’s, e muito mais, num só.

Este exemplo da Levi’s ilustra a mistura de texturas, imagem e lettering.

As colagens são uma ótima forma de agarrar a atenção da tua audiência, ao mesmo tempo em que mostras o teu estilo e, ainda melhor, várias imagens num só sítio – por exemplo, se estiveres indeciso sobre qual das (mesmas) 10 fotos usar, porque não fazer um mash-up de todas para criar dinamismo? Wink-wink.

 Como em tudo, estas tendências vêm da necessidade de criar formas novas de apresentar conteúdos, assim como de expressar a criatividade. Como ainda não é permitido publicar mais do que uma fotografia nas stories, estas apps que te vamos mostrar vão ser grande ajuda para dar asas à criatividade. Se até as marcas se estão a começar a associar a elas, porque não tu também fazeres o teu próprio template?

QUAL A MELHOR FORMA DE FAZER UMA COLAGEM

Ora bem, é misturar fotografias, vídeos, e texturas num sítio só e o resultado será uma experiência multimédia que vai chamar a atenção de toda a gente. Não importa o tipo de colagem que queiras fazer, apenas importa considerar de que forma vais editar as tuas fotos antes de as colocares todas juntas. Uma dica que te damos é a de que uses o teu processo normal de edição das fotografias, antes que as juntes. É essencial que te mantenhas fiel à tua estética.

UNFOLD

Foi esta app que iniciou a trend das colagens, ao tornar-se muito popular para a partilha de produtos e de outfits em poucos slides. A Tommy Hilfiger foi uma das marcas que criou o seu próprio template, ficando disponível para o uso de toda a comunidade. É a mais popular para as Instagram Stories e utiliza elementos de polaroid, film edges e adequa-se às estações do ano / épocas diferentes – e o melhor é que te deixa ver a tua story antes de a publicares.

STORYLUXE

A Revolve, marca millennial por excelência, também se uniu à StoryLuxe para criar colagens especiais para o Festival Coachella deste ano, usando fotografias tanto de quem estava por lá, como também de marcas. Esta app também tem opção de 4:5 (retrato), o que é perfeito para que possas fazer colagens para colocar no feed também. É só escolher um dos templates que eles disponibilizam e personalizar com filtros, fundos, texturas e cores que quiseres. Ao evoluir para um plano pago, dá também para adicionar o nome da marca às edges (o que é um pormenor bem interessante, se estiveres para aí virado…).

MOJO

Adicionar animações às stories é algo que se ainda não fazes, deves começar a fazer. Esta aplicação tem tudo aquilo de que necessitas para criar colagens em vídeo, e os templates são totalmente personalizáveis e fáceis de editar: efeitos, legendas, velocidades, etc.

tantas apps diferentes para este efeito, e tantas formas criativas para o poderes fazer – apenas tens de confiar na tua criatividade e deixá-la voar. 

Se quiseres estar a par das novidades do mundo do marketing digital e redes sociais, subscreve o nosso Auto-Rádio. 

 

Partilhar:

Deixa o teu comentário:

Responde a este comentário